Cortinas para sala de estar: saiba como escolher o modelo perfeito

As cortinas são peças fundamentais na composição da decoração de sua sala de estar, por isso devem ser escolhidas corretamente. Quando se trata de levar beleza e charme a um ambiente, as cortinas para sala de estar oferecem essas características. Mas para isso a cor, tecido, comprimento e forro, devem estar sob medida.

Com tantas decisões, muitas pessoas sentem dificuldade para decidir qual a melhor cortina para sala de estar. Por isso separamos algumas opções e dicas. Veja a seguir.

Modelos de cortinas para sala de estar

Varão

Os modelos com varões são mais fáceis de manusear e o seu custo é menor. São indicadas para salas com decorações mais rústicas, e para combinar o melhor é usar um varão de madeiras.

Trilho

Este é o modelo mais comum, porém é necessário incluir alguns elementos para dar harmonia ao ambiente. Para escolher o trilho use um bandô, ou faça um cortineiro de gesso para que essa peça não fique tão visível.
Essa cortina também pede alguns cuidados para abrir e fechar para que não saia dos trilhos.

Romana

Essa cortina transmite muito charme e elegância ao ambiente. Apesar de ser linda, para escolher este modelo é preciso ter espaço, pois quando é recolhida fica do tamanho de um gomo. Por isso se a sua sala de estar for grande, essa cortina pode ser uma ótima opção.

Rolo

Se você deseja uma cortina simples, de baixo custo e fácil instalação essa é a melhor indicação para a sua sala de estar. Essa cortina também precisa de espaço para o recolhimento, e se pretende deixá-la mais charmosa opte por um tecido mais fluido.

Painel

Este modelo possui características parecidas com a cortina Romana. Elas funcionam como uma porta de correr, sendo excelente para quem busca praticidade. Se quiser dar um toque a mais na sua peça, adicione fitas e detalhes que combinem com a sua sala de estar.

Cor e tecido

O tecido é uma parte essencial da escolha de cortinas, já que o material determinará o quão bem as suas cortinas funcionam e se mantêm ao longo do tempo.

Se o tecido for muito pesado ou até muito leve o caimento pode não ficar da forma desejada. Além disso, lembre-se de que a luz solar irá desaparecer nos tecidos ao longo do tempo. Se a sala em questão tiver muita luz, é inteligente evitar cores brilhantes, pois tendem a desaparecer mais rapidamente.

As cortinas na sala, possuem muitas funcionalidades e são indispensáveis para este ambiente. Pois garantem a privacidade e proteção do excesso da luz solar, amenizando também os ventos em dias mais frios.

Por isso, na hora de escolher o tecido é preciso se atentar a esses fatores para saber se de fato ele será útil para a sua sala. Opte por um material que seja fácil para limpar e proporcione o efeito pretendido ao local.

Quando se trata do melhor material, o linho, a seda e veludo são as boas escolhas a serem utilizadas em sala de estar. A seda falsa tende a ser a mais durável e, em um local particularmente ensolarado. A seda falsa não se deteriora tão rapidamente quanto a seda real.

Cumprimento e forro

Antes de definir o cumprimento, decida qual a altura acima da janela que você gostaria que as cortinas começassem. O ideal é pendurar as cortinas cerca de seis centímetros acima do quadro da janela.

Meça a partir do topo da janela (mais as polegadas adicionadas de altura onde as cortinas vão pendurar) para o chão. Para um visual mais tradicional, com a cortina levemente embutida no chão, você pode adicionar mais duas ou três polegadas ao seu comprimento.

Ao medir a largura da sua janela, certifique-se de adicionar quatro a oito polegadas em ambos os lados. E dobre o número total para garantir a plenitude da cortina.

Se você planeja usar as cortinas para fechar o sol, essas polegadas extras ao redor do perímetro da moldura da janela. Também ajudarão a bloquear qualquer luz.

Agora você já sabe como deixar a sua sala de estar linda com as nossas dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *