Emprego

Curriculum Vitae Simples

Podemos dizer que o curriculum não é um meio correto de se confiar na hora da contratação de um novo candidato ou candidata, pois nele contém apenas seus objetivos, trabalhos anteriores que andou fazendo, qualificações e poucas informações pessoais que você deve colocou.

Entre tanto, não é porque o Curriculum não vale tanto (ou vale) que você terá que exagerar nas informações, ou então personalizar a folha de sulfite, quanto mais simples for (simples sem exagero), mas serão as chances do empregador ler seu curriculum.

Um curriculum simples precisa de poucas informações, somente as necessários, e pelo amor de Deus: nunca diga uma coisa que você não sabe fazer, ex: dizer que sabe falar inglês, e na hora da entrevista o cara já vai dando bom dia em Inglês e você fica sem saber o que fazer, hehe.

Informações para ter num Curriculum Vitae Simples

Objetividade

Seja sucinto com relação aos dados que vai informar. Vamos a alguns exemplos:

  • Documentação: Informar apenas o número do CPF e RG. Caso a empresa necessite de outras informações, certamente pedirá. Aliás, se a empresa pedir, Parabéns!
  • Escolaridade: Informe apenas aquilo que realmente interessa. Basicamente o ano de início/conclusão do 2o Grau e/ou Superior, com o nome da instituição, cidade/estado e a área de especialização.
  • Experiência Profissional: Caso você já tenha passado por diversos empregos e empresas, um lembrete: as empresas  analisarão fatores como: idade, tempo de permanência em cada emprego/empresa, promoções, intervalos entre empregos, etc..

Dentro deste requisito, você deve informar:

  • Período de trabalho (mês/ano entrada/saída)
  • Empresa Cidade/Estado
  • Cargo
  • Função/Atividades desenvolvidas
  • Outros cursos: Não é necessário colocar todos os cursos que fez na vida. Informe os mais importantes e mais recentes. É sensato omitir cursos que não tenha nada a ver com as funções a serem desempenhadas. Por exemplo: “Curso de Mergulho Livre” ou ainda “Cozinha Rápida e Prática”, a não ser que você esteja se candidatando à vagas de mergulhador ou cozinheiro.
  • Línguas estrangeiras: Este capítulo me faz lembrar daquele robô do seriado perdidos no espaço: “Perigo, perigo, perigo!…” Cuidado ao afirmar que fala determinada língua. Caso não tenha o domínio efetivo, esclareça, ou você poderá ficar em “maus lençóis” já na entrevista. Um exemplo de declaração coerente e honesta é informar: “Possuo Noções básicas de inglês e espanhol”. Use o bom senso, pois só você sabe o nível de seu conhecimento, todo cuidado é pouco…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *